Nem toda empresa precisa de um, mas a criação de um site é o primeiro passo para a empresa ser encontrada na internet.

Criar um site para sua empresa é investir na qualidade do atendimento antes e depois da venda e, adicionalmente, ter um poderoso meio para expor um conteúdo em uma divulgação na internet, como em resultados de busca do Google, anúncios do Facebook, perfil do Instagram ou outra rede social da empresa, e assim por diante.

No texto abaixo você verá que um site pode ser mais do que uma peça de propaganda e conhecerá o caminho de por onde começar.

Quero fazer um site para minha empresa, por onde devo começar?

Existem coisas que você deveria saber antes de contratar um profissional para desenvolver o site da sua empresa ou criar um novo site para seu projeto, são alguns avisos importantes que podem fazer toda diferença na sua escolha. Você precisa saber, por exemplo, que um site não funciona sozinho e que você nem sempre precisa de um site.

1º Talvez você ainda não precise de um site

Pode parecer loucura não ter um site nos tempos atuais, mas uma empresa recém-criada só terá prejuízo desenvolvendo um site antes de ter experiência de mercado. É muito relevante registrar o domínio e criar um conteúdo simples que fale o que a empresa se propõe a fazer, mas não vale a pena gastar tempo e dinheiro com o "site perfeito".

Antes de colocar no papel (ou na internet) o que está oferecendo, novas empresas devem dedicar sua energia inicial para conhecer os hábitos do seu público e o uso que eles fazem do seu produto. Isso é diferente para uma empresa que já solidificou seu conhecimento e está pronta para ampliar seu mercado na internet.

2º Um site não é uma peça de propaganda

Usar o site da empresa como uma peça de divulgação é válido, mas pensar nele somente como propaganda é errado. Acontece que seu cliente usa o site da empresa para obter informações sobre a empresa e sobre o produto que você oferece, quando o site apenas vende o produto para novos clientes ele não dá suporte a outras necessidades do cliente que já adquiriu o produto, se tornando inútil para manter o cliente.

Todos sabem que manter um cliente é mais barato do que conseguir um novo. Tratar o site como uma ferramenta de comunicação com o cliente é tão importante quanto converter visitantes em clientes.

3º Há uma tênue semelhança entre pedreiros e web designers

Pode parecer piada, mas criar um site pode ter algumas semelhanças com uma obra de construção civil. Certas vezes situações são parecidas com a construção de uma casa, afinal, tanto o pedreiro quanto o web designer, estão construindo algo que você usará durante muito tempo e tudo precisa funcionar corretamente.

Assim como uma obra, a criação de um site toma tempo do contratante, pode gerar atrasos e incômodos indesejados. Criar um site envolve projeto detalhado, boa estruturação, materiais de qualidade, soluções de segurança, tempo no acabamento e muitas outras semelhanças que exigirão a interação do contratante a cada etapa.

4º Seu novo site não funcionará sozinho

A internet é um organismo vivo que está em constante evolução, colocar sua empresa na internet é fazer parte desse organismo e sofrer com os efeitos colaterais. Um site pode ser afetado por atualizações dos navegadores de internet, novas versões de dispositivos móveis, mudanças no algoritmo do Google, legislações sobre proteção e tratamento de dados pessoais, descobertas de falhas de segurança, entre inúmeros motivos que fazem com que o site necessite de uma manutenção.

De modo geral, um site sem a devida atenção e manutenção representa um risco para a empresa e muitas vezes até para internet, uma vez que sites com falhas de segurança são usados diariamente para disseminar fake news, arquivos maliciosos e atacar outras empresas.

5º Você vai precisar de atualizações

Os primeiros meses do site no ar são o melhor dos mundos: tudo funciona perfeitamente, o desenvolvedor está sempre disponível e toda informação está fresquinha e atualizada; mas acredite, isso não dura muito tempo.

Todo site precisará de atualização mais cedo ou mais tarde, geralmente isso acontece lá pelo final do primeiro ano depois da publicação. Em sites com gerenciador de conteúdo, como WordPress, atualizações simples podem ser realizadas pelo dono do site, mas nem sempre essa é uma tarefa fácil e aí começam os "orçamentos para atualização".

6º Grandes poderes trazem grandes responsabilidades

Tio Ben já alertava Peter Parker sobre suas responsabilidades, mas certamente você não quer ser o super-herói do seu site, muito menos lutar contra os vilões mensais e anuais chamados hospedagem e renovação do domínio, ou se preocupar se seu site estourou os limites de tráfego, espaço em disco, número de e-mails, banco de dados, etc.

Ao colocar um site no ar o empresário solitário fica a mercê de termos técnicos e compromissos relacionados ao site que, se não der atenção, fazem com que o site saia do ar por motivos fúteis.

7º Em dois ou três anos, seu site estará antigo

A mais pura verdade é que provavelmente você vai enjoar do seu site antes mesmo dos seus clientes, e isso não é algo ruim. Acontece que com a velocidade que a internet e as tendências de consumo mudam, o site que você está criando hoje vai precisar mudar quase completamente em poucos anos, então o ciclo de criação de um novo site começará novamente.

Se você pagou caro para construir seu site, provavelmente vai relutar para admitir que seu site está velho. Talvez seu site ainda cumpra com os objetivos, só precisaria de uma recauchutada, mas certamente em dois ou três anos o prazo de validade do seu site já estará expirando graças a novas tecnologias ou pela própria pressão da concorrência. É melhor aceitar que inovar é inevitável.


Criação de sites e sites como serviço

Todo conteúdo acima pode ser um balde de água fria para a empresa que quer ampliar seus negócios na internet e não sabe por onde começar, o importante é não desistir e, de posse dessas informações, procurar a melhor opção para investir o seu orçamento na internet, como, por exemplo, a criação de site como serviço.

Criar um site com um desenvolvedor que oferece um gerenciamento do site como um serviço adicional pode evitar as dores de cabeça citadas, mas, seguindo a tendência do Software as a Service, empresas como a Qualidade.co avançaram ainda mais nesse tipo de modalidade, oferecendo o Bespoke SaaS, que é o software sob medida como serviço, e, nesse caso, o software é o próprio site.

No site ou software como serviço, a empresa desenvolvedora toma para si a responsabilidade pela manutenção do site, funcionando como uma agência digital a serviço da empresa contratante ou o dono do site.

O contratante se beneficia, uma vez que pode focar no seu próprio negócio enquanto as preocupações de gestão do site ficam com o desenvolvedor.

Protótipo direcionado no modelo Bespoke SaaS

A equipe da Qualidade.co conta com profissionais que estudam a internet desde 1998. São muitos anos de experiência na criação de sites otimizados para mecanismos de busca, como o Google, e melhoria da performance em dispositivos móveis. Todo o know-how da Qualidade.co permite o oferecimento de planos como o Projeto Direcionado, onde é possível a criação de sites baratos, com qualidade profissional, tomando o mínimo de tempo do contratante durante o processo.


Escrito por Christoffer Kraus, UX Designer e Especialista em internet

Crie agora seu website inteligente

Agende um contato gratuitamente para falar sobre sua empresa e seu projeto, nossos especialistas orientarão sobre a melhor criação de site para seu negócio.

Agende uma consulta grátis

Criação de sites inteligentes

Além de um canal de vendas e contato, um website representa a empresa no mundo digital, devendo ter inteligência para cumprir com todas as expectativas do cliente. Saiba mais.

Software sob-encomenda

Desenvolvimento personalizado para as necessidades da empresa. Melhore seus processos, reduza erros e aumente a produção sem elevar os custos com pessoal. Saiba mais.

Consultoria em tecnologia

Mentoria, análise e execução de estratégias de alta performance através da escolha certa de parceiros tecnológicos e soluções em sistemas. Saiba mais.